8 de março de 2015

Mães que se formam, mas decidem ficar em casa educando os filhos.

Este foi tema que o Mamães em Rede abordou essa semana, como eu super me idêntico resolvi comentar o porque da minha decisão de ficar com meu filho em casa!.


A decisão de ficar em casa com o filhote foi tomada anos antes de engravidar, conversei com o marido que meu sonho era poder ficar os primeiros anos com meu filho, cuidando dele e acompanhando cada passo do seu desenvolvimento, então quando vimos que o marido poderia sustentar a casa sozinho decidimos que estava na hora de ter um bebezinho.
Quando engravidei, já estava formada há 3 anos e também estava trabalhando na minha aérea, trabalhei a gravidez inteira, parei com 15 dias antes do parto, depois que Heitor nasceu aquela vontade de ficar com ele só aumentou e quando foi para voltar dá licença maternidade eu não tive duvidas pedi minha demissão, e virei mãe em tempo integral e consequentemente dona de casa.
Heitor já está com 3 anos, e nesse tempo recebi muitos julgamentos por ter tomado essa decisão, mas uma coisa eu digo, se você mamãe sabe que isso é o melhor para seu filho não tenha medo vá e siga o seu coração, as pessoas irão julgar de qualquer forma. Ao contrario do que os outros imaginam ficar em casa dá muito mais trabalho, se dedicar 24 horas por dia não é tarefa facil porém posso dizer que estive presente, nas primeiras palavras, na primeiras papinhas, nos primeiros passos, quando estava doente, e em todas as alegrias que ele me dá diariamente. E isso é recompensador! São nesses momentos que vi que para mim essa foi a melhor escolha que tomei na minha vida!



Hoje com  quase 4 anos Heitor começou a ir para escolinha e eu irei começar a trabalhar, tudo no seu tempo, por isso digo esse tempo que passei com ele não foi perdido, foi tempo investido, pois no futuro ele poderá ver que eu escolhi estar ao lado dele, e criar esse elo que jamais poderá se romper!

PS: De maneira alguma estou dizendo que as mamães que trabalham fora e menos mãe que as que fica em casa, cada mãe sabe a melhor forma de criar esse elo com seus filhos, cada pessoa tem sua historia, e trabalhando fora ou não nós mamães somos julgadas, estou apenas contando a minha decisão e o que eu achei o que era melhor para minha família e para meu filho!

Um forte abraço de ursa,


18 comentários:

  1. É verdade que cada uma tem sua historia, as vezes não tem a opção de escolher ficar com o filho porque precisa trabalhar para sustenta-lo.
    Feliz das mamães que tem o privilégio da escolha!
    Bjinhos.
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, super me identifiquei... apesar de ter engravidado no último ano da faculdade, estava estagiando, aguentei até o final, me formei, e tentei voltar quando ele estava com 2 aninhos... fiquei um ano e não aguentei mais!
    Voltei para casa, e hoje permaneço em casa... agora cuidando de dois!
    Respeito cada opção, cada uma sabe de suas escolhas e necessidade, mas para minha família, funcionou assim... eles perto de mim em período integral!
    Ótimo post... bjs,
    Camila
    www.baudemenino.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu decidi abrir mão antes de engravidar novamente, as outras duas vezes eu estava trabalhando. E fiz a melhor escolha, e muitos dizem que é loucura, mas seguindo o coração e se puder ficar em casa porque não?
    Em penso em voltar trabalhar agora com ele com 4 anos,espero que consiga voltar.
    Bjs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir
  4. Amiga verdade julgamentos sempre irão existir ou porque decidimos ficar em casa e cuidar da família ou porque continuamos trabalhando e não ficamos com eles, eu também sempre quis ficar em casa, e meu marido também tinha esse pensamento em que a criança precisa e muito de nós mães nos primeiros anos de vida, mesmo não planejada a gravidez consegui ficar em casa com o Gui, parei de trabalhar no começo da gestação, pois era pegar ônibus e metro que eu passava mal, ai junto com o marido vimos que conseguia parar antes e assim foi tomada a minha decisão, passei 24 horas com o Gui até os 3 anos dele, quando ele foi para a escola, e hoje com 5 passa o dia com ele também, só nos separamos quando ele está na escola, e vou dizer não me arrependo da minha escolha, e concordo cada pessoa sabe o que é melhor para si

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ah Gleysa, a partir do momento que nos tornamos mães já somos julgadas, brincadeira né não? Mas vamos persistindo, porque o que importa é o amor que temos pelas crias.
    Quando a Ingrid nasceu eu não trabalhava fora, só voltei a trabalhar fora quando ela completou 8 anos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu escolhi trabalhar de uma forma que e fique perto da minha filha, não quero tercerizar a educaçñao e valores que ela vai ter ...e sendo bem egoista tb quero muito aproveitar cada minuto dela!!!!

    ResponderExcluir
  7. O julgamento sempre vai ter independente da decisão que você tomar, pois cada ser humano pensa de uma maneira. Mas se você escolheu largar o emprego e se dedicar ao filho, você não deve se culpar por isso. Conheço muitas mães que também decidiu ser mãe em tempo integral.
    Beijos
    www.beabadabeleza.com.br

    ResponderExcluir
  8. Já li muito sobre isso. Inclusive, o nr de mulheres bem sucedidas que deixaram a profissão para cuidar dos filhos tem aumentado a cada dia.

    http://meus-sonhos-meus-pesadelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sim, a melhor decisão é da mulher, da família...
    Isso é uma coisa que não da para dizer faça isso ou aquilo, cada uma sabe o que é melhor para si e para a família...
    Eu amo cuidar do meu filho e da casa. Não é um sonho, mas eu fiz da minha realidade uma vida boa, tranquila e feliz... Nem sempre dá para ter tudo, mas tenho o melhor, o que me faz e me deixa feliz, que é cuidar, se dedicar e amar a minha família.
    Bjs
    Ju

    ResponderExcluir
  10. Amei conhecer o seu blog! Toda mãe moderna passa por essa crise de escolhas né! Bjs
    http://ofantasticomundodairis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. É a melhor decisão que voce podia tomar, eu concordo totalmente, tanto que estou fazendo o mesmo, estou por conta da minha filha e acompanhando cada passo dela...Nós mães somos insubstituíveis para nossos filhos!
    Parabéns!
    Abraços!
    www.pipocasemaquarela.com

    ResponderExcluir
  12. Eu te entendo com certeza
    pena que não pude fazer isso quando a
    Isa nasceu mais pude fazer com a Gabi
    realmente recebemos muitas criticas
    mais iriamos receber de qualquer forma
    e não me arrependo de nada também
    a Gabi esse ano faz 2
    pretendo coloca-la na escola
    ano que vem e no tempo
    que ela estiver na escola
    vou trabalhar
    Parabéns pela sua decisão
    Linda Noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  13. Aiiin eu acho que cada mãe deve fazer o que acha melhor, e o que vai deixar ela e a criança mais felizes e acho que sua decisão foi uma das melhores possíveis! Eu também cuidava do meu pequeno em tempo integral, mas no meu caso não foi escolha, foi simplesmente a única opção, pois eu tive com 15, e parei de estudar, e também não podia trabalhar. Fiquei com ele até completar 1 ano e meio, e agora voltei a estudar e coloquei na creche. Mas o próximo filho, por mais que eu já esteja formada, quero a mesma coisa, ficar em casa e cuidar em tempo integral! Pelo menos até 1 ano e meio como foi com meu pequeno. Acho que se o seu marido consegue sustentar a casa assim, não tem problema nenhum, você é mãe e tem o direito de escolher o que é melhor pra você e seu filho. Super apoio sua decisão faria igual!!! Bjs

    ResponderExcluir
  14. Como é bom saber das histórias e nos identificar com as novas escolhas depois da maternidade.
    Apesar de não ter parado de trabalhar, eu optei por estar em uma instituição próximo a minha casa e com horário flexível, assim se tenho necessidade fico com meu pequeno em casa numa boa e resolvo as coisas por lá.
    Quando nos tornamos mães... tudo muda... mais sempre pra melhor!
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Com certeza é a melhor decisão amiga!!
    Infelizmente num pude ficar esse tempo todo com meu pequeno!!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  16. Acho uma atitude nobre, pois não existe nada melhor do que a própria mãe educar os filhos.

    ResponderExcluir
  17. Olá.

    Cada mãe faz as suas escolhas e sabe o que melhor para o seu filho e si própria.
    Desejo sucesso nesta nova fase.


    Bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    www.maesemfrescura.net

    ResponderExcluir
  18. Quem pode viver e se doar para cuidar é muito bom. Aqui eu parei antes de engravidar e ainda não voltei, mas pretendo.
    E que de tudo certo na sua volta ao mercado de trabalho.
    Beijos
    Mamães em Rede

    ResponderExcluir

Eu e Heitor adoramos saber a sua opinião!
Responderei as perguntas por email!

Forte abraço de mamãe ursa!