28 de janeiro de 2015

As cantigas infantis e o desejo oculto de punir

Essa analogia não é nova, talvez se encontre milhares por aí, todavia sei de sua preguiça e não pude deixar de escrever sobre a sinistra vontade de punir que habita lá no subconsciente do ser humano e até, pasmem, dos pais.

Sem mais delongas, seguem as inocentes cantigas:



A borboletinha

Borboletinha "ta" na cozinha fazendo chocolate para madrinha
Exploração de menores, De acordo com a Lei n. 8.069, também chamada de Estatuto da Criança e do Adolescente.

Poti-poti
Linguajar oculto, dialeto incompreensível e sem nexo na história.

Perna-de-pau, olho de vidro e nariz de pica-pau
Meu Deus! O que fizeram para a pobre borboletinha ter perna-de-pau, olho-de-vidro e nariz de pica-pau?Cruel, muito cruel!

Samba Lelê

Samba Lelê "ta" doente, "ta" com a cabeça quebrada, Samba Lelê precisava é de dezoitos lambadas!
Ora, o que teria feito a pessoa do Sr. Samba Lelê para ser sujeito a tamanha selvageria, mesmo após ser constatada seu estado de saúde precário? A cantiga ainda sugere que sejam dadas dezoito, não só uma, mas dezoito lambadas (termo usado constantemente para definir agressão físico), totalmente desumano.

Samba , samba, Samba ô Lelê
Pisa na barra da saia ô Lalá (BIS)
Mas um traço de crueldade, aqui fica claro que a sugestão anterior foi acatada, denotando satisfação em fazer Samba Lelê "sambar". Ênfase para o BIS, pois não contente em judiar de um moribundo, há uma repetição de um ato sádico e vil.

O resto da cantiga é sobre questionamentos para uma tal Morena Bonita e sua visão deturpada da vida.

Nana Neném

Nana neném que a cuca vem pegar
Ameaça, claramente um mal prometido e injusto. Coagindo o neném a realizar algo que não quer, afirmando que a Cuca (uma bruxa maligna com cara de jacaré, madeixas louras e unhas cumpridas) irá vir pegá-la. Nenhum pouco assustador.

Papai foi pra roça Mamãe foi trabalhar
Um claro desleixo por parte dos pais, quem deixaria seu filho sozinho com tamanha ameaça? E o pior quem está cantando para a criança já que seus protetores naturais o deixaram? Sinistro!

Desce gatinho de cima do telhado pra ver se a criança dorme um sono sossegado
WTF is this? Como assim transferir responsabilidade para um gato da rua velar o sono de uma criança?

Vou parar por aqui e repensar na minha infância...

Até a próxima!



9 comentários:

  1. Nossa! eu canto todas essas musiquinhas para o meu filho e nunca tinha percebido este lado "negro" delas..Que coisa em (risos...)
    Estou conhecendo seu blog e te seguindo, se quiser me conhecer melhor segue o link do meu blog.

    Bjins da Lidi

    http://blogdalidianaleite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Fora que se fosse bater no tal Samba Lelê, e ele fosse criança, a mãe pode ir presa!
    Ainda não tinha percebido tal lado negro da história. Mas adorei
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Gleysa, eu cantei a vida toda, ou melhor aprendi e ouvia na infância...
    A dorme neném eu mudei a letra..rs Vi uma amiga cantando na época pra Maria e continuei "dorme neném, neném JÁ quer dormir, vou chamar pra Papai do Céu pra ajudar neném dormir"

    Fica mais suave né..

    De fato são letras um tanto estranhas, será que tem influência na criança?

    Agora, chamar o gato pra ajudar, NÃOOOO! Se cantassem essa música pra mim na infancia - eu não a conheço - eu ficaria com trauma, pois morria de medo das brigas dos gatos no quintal..rsss

    Adorei..beijos beijos

    ResponderExcluir
  4. Realmente, muitas músicas dizem coisas sérias! que as vezes nem pensamos! bjo

    ResponderExcluir
  5. kkk adorei, nunca tinha pensado dessa forma...
    Beijos

    www.umaboamae.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nossa... muitas vezes nem sabemos o que cantamos...
    Do nana neném eu mudei a letra tb... mas a da borboletinha não... é pra se pensar
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu já li muito sobre isso. Como é estranho né?
    - atirei o pau no gato
    - a cuca vem pegar

    Partindo do principio que no passado os desenhos animados fumavam até não acho tão estranho, porém em um cenário atual diferente, tudo precisa ser readaptado

    ResponderExcluir
  8. As cantigas são culturais e quase folclóricas, acho que nao expressa o desejo de punir nao, expressa uma maneira diferente de relacionamento materno, antiga com certeza. Mas ja ouvi a análise tb da musica fli flai flu que tem no CD da Galinha pintadinha (que obviamente nao eh dela) e achei descabida. Muito pelo em ovo ...

    Bjos
    Mari Visconti
    Clube da Fraldinha
    www.clubedafraldinha.com

    ResponderExcluir
  9. Já tinha reparado nas letras estranhas de algumas dessas musiquinhas "inocentes"... Principalmente "Atirei o Pau no Gato"! Cruel!

    Bjs!

    www.debbydepaula.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Eu e Heitor adoramos saber a sua opinião!
Responderei as perguntas por email!

Forte abraço de mamãe ursa!