3 de novembro de 2014

Alerta

... Nós últimas horas os computadores do mundo inteiro, via internet, reproduziram um texto cuja autoria teria sido dada Gabriel Garcia Márquez que vive lúcido e consciente, seus últimos dias de vida, vitima de um câncer linfático.

... Todos se emocionam com a despeida de Márquez, mas o próprio escritor negou, através de sua secretária para o jornalista Luciano martins do Jornal O Estado de São Paulo, a autoria do texto e ainda fez a seguinte afirmação: "O que pode me matar é o fato de atribuirem a mim, e que muitos acreditam, um texto 'cursi', de tamanho mau gosto, ridículo e pretensamente literário", disse. A matéria foi publicada no Estadão na segunda quinzena de agosto.



... Gabriel Gárcia Márquez, nasceu na cidade de Aracataca, na Colômbia, em 1928, Em 1982, foi o ganhador do Prêmio Nobel de literatura. É autor de inúmeras obras, dentre elas: Cem anos de solidão, Crônica de uma morte anunciada e o General em seu labirinto.

O texto diz o seguinte:

... "Se, por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marionete de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo o que penso, mas certamente, pensaria tudo o que digo.

... Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam.
... Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos perdemos sessenta segundos de luz.
... Andaria quando os demais parassem, acordaria quando os outros dormem. Escutaria quando os outros falam e gozaria um bom sorvete de chocolate.
... Se Deus e presenteasse com um pedaço de vida, me vestiria simplesmente, me jogaria de bruços no solo, deixando a descoberto não apenas meu corpo, como minha alma.
... Deus meu, se eu tivesse um coração, escreveria meu ódio sobre o gelo e esperaria que o sol saísse. Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre estrelas um poema de Mário Benedeth e uma canção de Senat seria a serenata que ofereceria à lua.
...Regaria as rosas com minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo de suas pétalas.
...  Deus meu, se eu tivesse um pedaço de vida.
... Não deixaria passar um só dia dizer às gentes - te amo, te amo.
... Convenceria cada mulher e cada homem que são os meu favoritos e viveria enamorado do amor.
... Aos homens, lhes provaria como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar. A uma criança, lhe daria asas, mas deixaria que aprendesse a voar sozinha.
... Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento. Tantas coisas aprendi com vocês, os homens...
... Aprendi que todo mundo quer viver no cio da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa.
... Aprendi que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão pela primeira vez o dedo de seu pai, o tem prisioneiro para sempre.
... Aprendi que um homem só te o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
... São tantas coisas que pude aprender com vocês, mas finalmente, não poderão servir muito porque quando me olharem dentro dessa maleta, infelizmente estarei morrendo."



Abraços,

2 comentários:

  1. Que texto lindo,adorei a mensagem!!

    Beijos,ótima semana!!

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga!!!

    Te sigo no IG e hoje vim conhecer o seu espaço. Vem me visitar!!! Quem sabe não possamos trocar figurinhas e comentários por aqui também?

    Beijos
    http://meus-sonhos-meus-pesadelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Eu e Heitor adoramos saber a sua opinião!
Responderei as perguntas por email!

Forte abraço de mamãe ursa!